ADAC / Noticias
16/04/2018,
PALAVRA DO PRESIDENTE

Encerramos 2017 com uma vitória junto ao governo estadual e começamos o segundo trimestre d beme 2018 com mais uma. Nosso pleito, somada força com a Fecomércio, foi ouvido, entendido e aprovado pela Secretaria da Fazenda do Estado. Não poderia estar mais satisfeito nesse momento. Aumentar a alíquota de 12% para 17% impactaria grandemente no nosso setor. O comércio catarinense cresceu 14,3% entre fevereiro e dezembro do ano passado. Só em fevereiro desse ano pouco mais que 6%. Algo bem diferente do que observado na maioria dos estados brasileiros.

O decreto 1.541 de 20.03.2018 não só mirou no grande e acertou no pequeno, como, comprometeria esse acentuado crescimento da economia de Santa Catarina.

Em um estado em que o segmento atacadista e distribuidor é responsável por cerca de 17% da arrecadação do ICMS estadual, algo em torno de R$ 3,3 bilhões, um governo atento a números e com uma expectativa de crescimento, não poderia jamais deixar de atender o nosso pleito.

Mostramos fatos, números e as consequências que esse decreto poderia ter. E elas seriam desastrosas para o setor, para a economia e para a arrecadação.

Foram inúmeras reuniões com autoridades políticas e representantes do estado. Ressalto o providencial apoio dos deputados estaduais, o qual proporcionou fundamental celeridade à reversão do decreto. Estou feliz de ver nosso trabalho sendo respeitado, nossa diferença diante do governo e a união das forças empresariais a favor de toda uma cadeia.

O decreto em que o governo volta atrás na decisão de aumentar a alíquota, e a reduz novamente a 12% foi publicado nesta quinta-feira (12) com efeitos retroativos a 1° de abril. É uma medida provisória e já está valendo.

Todos saíram ganhando: o nosso setor, a economia e a cadeia produtiva. A Secretaria da Fazenda estima ainda que pode haver um incremento de R$ 1,2 bilhão na arrecadação nos próximos dois anos.

Vamos adiante, ainda temos muito trabalho a ser feito. Agradeço o apoio de todos e a confiança na ADAC.

Um abraço,

 

Pesquisar
Siga-nos
Fique informado,
assine nossa Newsletter.